Zara e as falácias de Responsabilidade Social e Empresarial

Em agosto de 2011, a Zara foi uma das empresas mais citadas no noticiário – e não apenas naquele especializado em negócios. Um programa de TV apresentou denúncias sobre o uso de mão-de-obra escrava para redução de custos de produção.
Algumas matérias para relembrar daquele momento podem ser vistas AQUI, AQUI, AQUI, AQUI e AQUI.
Na época, pode-se dizer que foi um escândalo – e não faltaram pessoas se dizendo horrorizadas, propondo boicote à empresa etc.
Pois bem, o que foi que aconteceu de lá pra cá?
Sugiro que o leitor interessado veja os resultados financeiros da empresa que é dona da Zara, a Inditex:
A empresa espanhola Inditex, dona da Zara e de outras varejistas de moda, registrou lucro líquido de 1,9 bilhão de euros no ano fiscal de 2011, terminado em 31 de janeiro. O valor representa um aumento de 12% em relação a 2010.

As vendas líquidas da companhia cresceram 10%, chegando a 13,8 bilhões de euros, na mesma base de comparação. As vendas no conceito mesmas lojas, estabelecimentos com no mínimo um ano de atividade, aumentaram 4%.

O lucro antes da juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) cresceu 10%, alcançando 3,2 bilhões de euros. A margem Ebitda permaneceu praticamente estável, em 23,6%, frente 23,7% no ano anterior.

As despesas operacionais também subiram 10%, para 4,9 bilhões de euros, principalmente como resultado da expansão da área de vendas e da abertura de novas lojas.

A Inditex terminou 2011 com 5.527 lojas, 483 a mais do que no ano anterior, considerando as nove bandeiras com as quais opera. Só na China foram 132 novos pontos de venda. A companhia chegou a cinco novos mercados no ano passado: Austrália, Taiwan, Azerbaijão, África do Sul e Peru. No Brasil, a empresa tem 32 lojas Zara.

Em 2012, a Inditex espera abrir entre 480 e 520 lojas. Cerca de 70% dos novos contratos já foram assinados, mas algumas aberturas podem não ocorrer ainda este ano, comunicou a companhia.A Inditex informou que vai abrir uma loja virtual da Zara na China no próximo inverno. A Inditex vende pela internet apenas em 18 mercados europeus, nos Estados Unidos e no Japão.

FONTE: Valor Econômico (21/03/2012)

Para quem quiser esmiuçar os resultados financeiros do grupo, eis AQUI o relatório que compreende o período de fevereiro de 2011 a janeiro de 2012.
A Inditex, em seu site de relações com investidores, informa todo aquele lenga-lenga de responsabilidade social, sustentabilidade etc…. O interessado em ficção (de baixa qualidade) pode divertir-se AQUI.
Entretanto, como a realidade encarregou-se de provar, esse blablabla de responsabilidade social empresarial não passa de blablabla para enganar xiita-chaato.
Quem efetivamente assegura o crescimento de vendas e lucros da Zara não mudou seus hábitos de compra por causa das denúncias de mão-de-obra escrava. Pelo visto, as ameaças de boicote não resistiram à verdade: pouquíssimas pessoas se importam com o uso de mão-de-obra escrava.

A hipocrisia da responsabilidade social segue em alta!

Comentários

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s