Marta nunca mais

A Justiça Eleitoral negou pedido de direito de resposta da candidata Marta Suplicy (PT) pelo jingle de Gilberto Kassab (DEM), candidato à reeleição, que conclama o eleitor a “bater na madeira” para a petista não voltar à Prefeitura de São Paulo. A decisão foi proferida no domingo (19) pelo juiz eleitoral Cláudio Luiz Bueno de Godoy, da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo.

Na representação, a campanha de Marta afirma que a propaganda é irregular pelo fato de conter insinuações de que Marta não seria “pessoa educada”, além de passar a imagem de que não trabalhasse, “só se dando a criar taxas”. “Toc, toc, toc, bate na madeira, Marta outra vez, nem de brincadeira”, diz o jingle kassabista.

Em sua defesa, a campanha de Kassab alega não haver degradação na peça, mas sim crítica baseada em fatos reais. Alega também que a sátira presente na propaganda tem teor “muito menos forte” que outras já usadas pela propaganda petista.

Na decisão, o juiz concorda com o argumento da campanha do DEM e afirma que ambos os candidatos já usaram de sátira para fazer críticas. Cita, entre outras, a propaganda de Marta que chama Kassab de “cascateiro” e a que compara o candidato a um papagaio para dizer que ele copia promessas de campanha. “Não há ofensa em música que refere expressão popular, até em tom satírico”, afirma a decisão.

A sátira de “bater na madeira” também foi levada por Kassab ao debate da Record, que ocorreu ontem. Ao falar da gestão da ex-prefeita, o candidato dava três batidas na mesa do debate em alusão ao seu jingle.

Bate na madeira: Marta NUNCA MAIS !!!!!!!!

Comentários

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s