O brilhantismo de John Entwistle

Infelizmente é muito comum a maioria das pessoas darem pouca importância ao baixista de uma banda – qualquer banda. Isso, porém, é um erro.

As melhores bandas da História, sem exceção, têm baixistas memoráveis – desde John Paul Jones a Paul McCartney, passando por Roger Glover, Geddy Lee, Jack Bruce, Cliff Burton, Geezer Butler, Flea (a única coisa que presta no red Hot Chilli Peppers, aliás), Chris Squire e Steve Harris, para citar alguns poucos.

Abaixo, dois vídeos que achei há pouco no YouTube demonstram o brilhantismo de John Entwistle, que, para mim, está entre os 5 melhores baixistas de todos os tempos (junto com John Paul Jones, Roger Glover, Chris Squire e Jack Bruce).

No primeiro vídeo, a linha de baixo foi isolada dos demais instrumentos (demora um pouco para começar o som, então quem não tiver paciência pode ir direto para 1:13), e no segundo vídeo o som inclui todo mundo. É uma diversão ouvir o som do baixo isolado e depois percebê-lo “por baixo” da guitarra, da bateria e da voz (fantástica) do Roger Daltrey.

John Bonham: 35 anos

Exatamente 35 anos atrás morreu aquele que, para mim, é o maior baterista da História: John Henry Bonham.

On September 24, 1980, Led Zeppelin drummer John Henry Bonham—aka “Bonzo,” aka “The Beast”—downed forty (40!) shots of vodka at the home of guitarist Jimmy Page, practiced for a few hours with his bandmates, and then, understandably, passed out.

Come the morning of September 25, 1980, Bonham was dead, having choked on his own vomit at age 32.

Bonzo, heavy metal’s most monstrously mighty Destroyer God of Percussion, was a legend in life and he’s loomed only larger over music and humanity alike throughout the 35 years since we lost him.

A seguir, alguns momentos brilhantes do primeiro e único baterista da minha banda número 1, Led Zeppelin: