A arte de comentar sem ler

Cada vez mais, torna-se padrão o comportamento na internet (em especial nas redes sociais): vejo um título curto, vou comentar.

Ler o texto na íntegra é desnecessário. O importante é comentar.

No fim de semana, meu post sobre o fechamento de lojas do Magazine Luiza foi compartilhado e comentado com uma frequência que me surpreendeu. Mas o mais triste é que não sei quantas pessoas EFETIVAMENTE LERAM o que está escrito lá antes de compartilhar e (claro!) comentar.

A seguir, uma pequena amostra do que eu vi (nem vou colocar mais, pois seriam repetições sobre o mesmo tema):

Safari 7

Safari 6

Safari 3

Safari 5

Safari 4

Safari 2

Safari

Infelizmente, isso é cada vez mais o padrão. Não li, não sei o conteúdo, mas não me abstenho de comentar – nem que seja para falar besteira. E alguns sequer tentam disfarçar: assumem explicitamente que não leram, mas fizeram questão de comentar mesmo assim. Resta evidente que falar-se-á um amontoado de bobagens, como prova o Marco Gomes, quando diz que não faz sentido comparar o 2 trimestres seguidos de um indicador econômico.

É triste ver isso.

Comentários

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s