Crimes do PT

O título do post permitira tratar de uma série de crimes cometidos pelos incomPTentes asseclas dessa agremiação larápia, mas vou me restringir a apenas um, tratado brilhantemente pelo jornalista Clóvis Rossi na Folha do último sábado (na íntegra aqui): Celso Daniel.

O governo Lula está encobrindo uma crime. Não, hidrófobos e debilóides, a acusação não é da “mídia golpista”, mas de uma figura absolutamente acima de qualquer suspeita, o jurista Hélio Bicudo, próximo do PT, vice-prefeito com Marta Suplicy. Diz Bicudo, a propósito da morte do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel: “O governo nunca viu com bons olhos uma investigação que levasse à descoberta da verdade, que eu não sei qual é”.
Só em repúblicas bananeiras não há interesse em desvendar crimes. E não se trata de uma vítima qualquer. Celso Daniel era, à época do crime, o coordenador do programa de governo do candidato Luiz Inácio Lula da Silva. Logo, se não tivesse sido morto, acabaria certamente em uma posição de destaque no governo, a exemplo do que ocorreu com seu sucessor na coordenação, Antonio Palocci.
Mais: Gilberto Carvalho, talvez o mais próximo assessor de Lula, foi também assessor muito próximo de Celso Daniel em Santo André. Não é possível que não fique periodicamente cobrando de seu chefe empenho das instituições em apurar o assassinato.
Bicudo diz mais: o governo federal pressionou, indiretamente, o irmão de Celso Daniel, Bruno, levando-o a asilar-se na França com a mulher, Marilena Nakano. Que diabo de democracia é essa, que diabo de governo é esse que tolera ou até força o exílio de quem está apenas cobrando que as autoridades façam o seu dever e investiguem direito um crime?

Esta pergunta do jornalista Clóvis Rossi ninguém do PT consegue responder.

Pessoalmente, o tal Hélio Bicudo sempre me pareceu um bandido: defensor “histórico” dos chamados “Direitos Humanos”, caracterizou-se pela ferrenha defesa de assaltantes, assassinos, seqüestradores, estupradores e criminosos em geral. Engraçado que os tais “Direitos Humanos” nunca agem ou manifestam-se quando pessoas são assassinadas, estupradas, seqüestradas…… Os defensores tapuias dos “Direitos Humanos” preferem defender os bandidos, atacando o resto (entenda-se por “resto” a sociedade civil, a polícia, os governos de todas as esferas etc). Para ler mais sobre o ex-vice-prefeito de São Paulo (durante o medonho desgoverno da Ministra do Turismo Sexual e ex-Prefesta de São Paulo, MarTAXA Suplício), recomendo algumas fontes interessantes: aqui, aqui e aqui.

Para ler a íntegra da carta que trata do exílio dos parentes do ex-prefeito Celso Daniel, acesse aqui.

Interessante reparar o seguinte: Lulla tentou expulsar o jornalista do New York Times que escreveu uma matéria verdadeira (é público e notório que o ilustre Presidente sempre foi chegado a uma bebida, qualquer que fosse – desde a pinga da época de metalúrgico até o Romanée Conti da época da Presidência) sobre ele, e foi dissuadido pelo então Ministro Thomaz Bastos.

Mas ele acabou conseguindo expulsar do Brasil cidadãos brasileiros que incorreram no erro (monstruoso) de ameaçar a revelação de detalhes escabrosos dos crimes do PT na região do ABCD paulista, ironicamente o “berço eleitoral” do PT.

Comentários

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s