Faturamento do varejo em SP cresceu 4% em 2013. A inflação superou 6%.

Leio na Época Negócios (íntegra AQUI) o seguinte:

O faturamento do comércio varejista no estado de São Paulo cresceu 4,2% no ano passado em relação a 2012, aponta pesquisa divulgada hoje (7/3) pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Em 2013, a receita com vendas do setor atingiu R$ 513,2 bilhões, o que representa um incremento de R$ 20,7 bilhões. Somente em dezembro, o varejo paulista faturou R$ 52,1 bilhões, um aumento de 3,8% na comparação com igual período do ano anterior. O destaque em 2013 foi a expansão no varejo supermercadista, com aumento real de R$ 5,8 bilhões.

De acordo com a FecomercioSP, o resultado foi superior à estimativa de elevação de 4% no faturamento feita pela entidade. Na avaliação dos economistas da federação, o desempenho do comércio paulista é resultado da adoção de estímulos ao consumo pelo governo federal; redução das alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos e eletrodomésticos; linhas de financiamento mais acessíveis no Programa Minha Casa Melhor; e redução de juros às pessoas físicas pelos bancos públicos.

Muita gente vai comemorar esse crescimento.

Muita gente desinformada ou mal intencionada.

Vamos lembrar:

A inflação fechou o ano de 2013 em 5,91%, acima do centro da meta (4,5%) pelo quarto ano seguido. Superou a de 2012, quando o IPCA havia ficado em 5,84%. O Banco Central queria um número mais baixo, tinha como meta informal o resultado de 2012, mas o dado acabou surpreendendo, vindo acima do que os economistas esperavam. A inflação de dezembro, de 0,92%, também veio mais forte, superior ao IPCA de novembro (0,54%).
Os alimentos foram os que mais pressionaram a inflação no ano passado, subindo 8,48%, mais do que a taxa média. Durante o ano, chegaram a registrar alta de 14% em 12 meses, como já falamos aqui no blog.
– Os preços dos alimentos vêm aumentando de forma expressiva nos últimos anos e, embora o resultado de 8,48% de 2013 tenha mostrado certo recuo em relação aos 9,86% de 2012, foi Alimentação e Bebidas que apresentou a maior alta de grupo e exerceu o mais forte impacto no IPCA do ano. Detendo 2,03 ponto percentual, os alimentos foram responsáveis por 34% do índice – explicou o IBGE, em nota divulgada hoje.
São quatro anos seguidos com inflação acima do centro da meta: em 2009, ficou em 4,31%; em 2010, em 5,91%; em 2011, em 6,50%; em 2012, em 5,84%; e em 2013, em 5,91%. (Íntegra AQUI)

A inflação dos alimentos em 2013 superou 10%. Os dados da FecomercioSP indicam que o varejo cresceu, na média, MENOS DO QUE A INFLAÇÃO. Quando um setor cresce MENOS DO QUE A INFLAÇÃO de um determinado ano, não houve crescimento, mas encolhimento/queda.

supermercado

E, como o texto apontou, 2013 foi um ano em que o governo deu pulinhos para tentar injetar dinheiro em diversos setores, com os programas assistencialistas do PT.

Não adiantou.

2 comentários sobre “Faturamento do varejo em SP cresceu 4% em 2013. A inflação superou 6%.

  1. Pedro Alonso 8 de março de 2014 / 11:46 PM

    Os números da pesquisa da FecomercioSP já consideram a inflação do período, ou seja, todos os valores de 2012 são “trazidos” para 2013 tendo em vista a taxa inflacionária e assim possibilitando a comparação. Portanto o crescimento de 4,2% foi real. Deixando mais claro: Comércio de SP faturou em 2013 o mesmo que 2012 + inflação anual + 4,2%.

Comentários

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s